segunda-feira, dezembro 04, 2006

Pinochet: cá vamos nós outra vez

Eu ainda não sei muito quem sai realmente prejudicado quando alguém tenta levar Augusto Pinochet a julgamento.
Se o próprio Pinochet, cuja saúde se deteriora cada vez que se fala em tribunal. Desta vez até foi caso de extrema-unção.
Se a justiça. Foram cinco em oito anos, as tentativas de condenar o ex-ditador (se a Wikipedia não me engana). As imunidades políticas, a saúde, os amigos acabaram sempre por o "salvar". Até já o tentaram "apanhar" por fraude fiscal, o que faz lembrar Al Capone, um dos maiores gangsters de sempre e que acabou por ser preso apenas por fuga ao impostos. O máximo que se conseguiu até hoje foi uma prisão domiciliária.
Eu não sou a favor da impunidade Pinochet, mas será que todas estas tentativas frustradas não acabam por descredibilizar mais a justiça do que a ele? E não só o sistema chileno, mas internacional, uma vez que esta história já envolveu o Reino Unido e Espanha.

3 comentários:

Chimaera disse...

Sejamos práticos. O senhor pode ir a tribunal ou ficar em casa descansadinho a morrer. Agora no hospital é que não. Pá, é com a quantidade de carrinhas das televisões e as suas antenas ali estacionadas naquela rua curva e estreita às vezes complica o trânsito e chego tarde ao trabalho. Sinceramente.

Filipa disse...

É que não há respeito nenhum por quem trabalha... é isso e as visitas da Condi impedirem o usufruto da biblioteca.

Susaninha disse...

Ou as visitas do Sarko me impedirem de entrar na fac sem identificação.
;-)