terça-feira, janeiro 23, 2007

Um investimento para a vida

Eu já tinha pensado nisto há uns tempos, mas com a aproximação dos meus anos e a marcação da viagem a Paris, a ideia começou a ter contornos mais definidos: ter uma Birkin Bag da Hermès.
A Birkin Bag não é só uma carteira, tal como uns Manolos não são só uns sapatos. Uma Birkin é um investimento para a vida toda, não só pela magnífica qualidade do material e sobriedade do design, pela segurança que dá à mulher que a possui, mas também pelo preço.
A carteira custa 5 000 euros e tem um tempo médio de espera de dois anos. Assim à primeira vista parece cara, muuuuito cara, mas a questão exige uma análise mais aprofundada. Ora, se eu viver até aos 82 anos, como um vidente chinês me disse na Expo98 e em quem eu acredito piamente, e se a comprar aos 25 anos, ainda vou poder usufruir da Birkin durante 57 anos. Então, 5 000 a dividir por 57 dá 88. Ou seja, o custo da Birkin por ano seria de apenas 88 euros. E 88 a dividir por 12 é igual a 7,30. 7,30 euros por mês para ter uma Birkin!!! (Com tantas contas, eu ainda estou para saber como é que tive 9 a matemática no 10º ano). Isto, fora o uso que os meus filhos e netos (que eu nunca terei, mas que para figura de estilo dão sempre jeito) poderão fazer dela depois de eu morrer.
Não é uma decisão que se tome de ânimo leve, mas uma Birkin é uma Birkin.

6 comentários:

Filipa disse...

eu acho que é uma óptima ideia!! e é tão linda!! podias ganhar uns trocos alugando-a:)
sem esquecer que com um tempo de espera de 2 anos podes sempre amealhar, podemos dar-te um porquinho mealheiro nos anos ou algo do genero!
e o uso que as tuas filhas farão dessa beleza? um optimo investimento! na onda daqueles anúncios dos patek philippe

Filipa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carol disse...

Sem duvida que uma Birkin é um fantastico investimento...o unico problema é que podias ficar ah porta da Hermès! Ja sabes como tudo funciona em Paris eheh já agora, quando vais até lá? Com alguma sorte ainda nos encontramos : )

Susaninha disse...

Alugar não me parece. Não confio em minguém o suficiente.
Carol: acho que não nos vamos encontrar em Paris. Eu vou na primeira quinzena de Abril. Se fores em Junho tenta ir ao concerto dos Muse.

JÚLIO SILVA CUNHA disse...

Se é um bem de consumo duradouro, porque não um leasing?

Isabel disse...

Gostei da ideia do leasing. Porque não apresentas uma proposta à Hermés?