quarta-feira, outubro 11, 2006

Israel, relação de amor-ódio

A minha relação com Israel é de amor-ódio. Quando cá cheguei, há já 10 meses, o deslumbre foi total e passei mais de 6 meses em verdadeira estado de paixão. Mas como do amor ao ódio é um ápice, passei o último mês e meio a dizer I hate this country!!!!!.
Agora que já tenho casa e tvcabo e internet e conta bancária, já vejo as coisas mais calmamente.
De qualquer modo, Israel suscita em mim sentimentos extremos. No futuro, é muito provável que os meus postos se dividam em I love this country ou, pelo contrário, I hate this country.
É só para explicar...

1 comentário:

JFFR disse...

Pois eu, enquanto existirem anti-semitismos, anti-sionismos, negacionismos, anti-americanismos primários, lunáticos das teorias da conspirações, esquerdalhas intelectualmente preguiçosas, islamistas fanáticos que metralham para o ar por tudo e por nada, ayatollahs, bin ladens e ahmadinejads e afins, hei-de sempre amar Israel, mesmo sem nunca lá ter posto os pés.