quarta-feira, outubro 03, 2007

Sauna, esse estranho lugar

Até há poucos dias, o meu conhecimento sobre saunas resumia-se a uma ida a um spa e uma triste cena de sexo gay no esplendoroso filme português Odete (eu juro que, mais de um ano depois, ainda tenho pesadelos com este filme).
Parece, no entanto, que na Finlândia as coisas não são como no resto dos países. Lá, a sauna é uma instituição nacional e até os apartamentos de estudantes têm uma. Até aqui tudo bem.
A coisa começa a ficar mais peculiar pelo facto de os finlandeses não usarem nada, absolutamente nada no corpo enquanto lá estão. Não há roupões, fatos de banho, toalhas à volta das parte pudorentas. NADA! Na Idade Média, a raridade dos banhos estimulava a proliferação de bactérias em zonas normalmente menos arejadas, por isso, apesar do hábito chocar com as minhas púdicas tradições católicas, eu até posso compreender.
O que já me parece mais estranho é o facto das saunas serem mistas, ou seja, homens e mulheres, nus, assim tudo ao molho e fé em Deus. Aí é que as minhas raízes católicas começam mesmo a ficar incomodadas.
O topo de tudo é que o uso de saunas é de tal forma comum que grupos de amigos, depois ou durante uma festa bem regada de vodka e cerveja, vão todos para a sauna. Amigos e amigas, tal como vieram ao mundo. E é tudo normal. Ninguém tem uma reacção física embaraçante e pouco controlável. A coisa não descamba.
Garantem-me que não há nada de sexual numa sauna, que as pessoas estão suadas e que aparentemente não há nada de sensual em corpos nus, quentes e suados (!!!!!). A minha mente é que é horrivelmente perversa. A sauna é um hábito de tal forma enraízado na cultura finlandesa que todos acham normal andarem a ver o sexo oposto por aí desnudado. Mesmo que seja a miúda em quem estão interessados, as amigas da namorada ... Ou que os amigos vejam as suas namoradas. Gente estranha esta.
Já sei onde vou passar as minhas próximas férias. Finlandeses altos, louros, bem constituídos, saudáveis e ... nus!

1 comentário:

Bruno disse...

Mais um excelente texto, desta vez com uma pinga de sexualidade e suor...
Bem, agora já sei onde vou passar as minhas férias, se bem que a imagem de ver outro finlandês todo nu, não me agrade muito e ainda me vá custar algumas horas no sofá de um psicólogo.