quinta-feira, julho 19, 2007

Do all goods things need to come to an end?

O dia 1 de Julho foi o primeiro dia do resto da minha estadia em Israel.
Hoje comprei a minha viagem de regresso (não sei muito bem regresso a onde, mas regresso).
Faltam pouco mais de cinco meses.
Se, há uns tempos, estava a ficar farta de cá estar - é incrível como uma cidade tão interessante e agitada como Tel Aviv pode ser tão depressiva no Inverno - agora estou a ficar com o bichinho outra vez. E se eu ficasse por mais seis meses? Tal só seria opção se fosse para Jerusalém ou para os Territórios Ocupados... e teria que procurar um emprego (afinal, propostas de trabalho que caem do céu não devem acontecer muitas vezes na vida e eu já devo ter esgotado a minha quota para os próximos anos)... a coisa apresenta-se um tanto complicada e trabalhosa. Mas também bastante apetecível...
Não sei o que esta terra tem, mas cola-se à pele e não sai. Nem esfregando!
Deve ser porque eu tive que comprar uma viagem de ida e volta, porque ficava muito mais barato, mesmo não usando a volta. Mas vou ficar a pensar no raio da viagem de volta...
Ou então foi só porque eu passei o dia na Cisjordânia. Muito sol na cabeça. Muita miséria na memória. Muita culpa na consciência por ver pessoas a viver em tais condições.

1 comentário:

Isabel disse...

Tens sempre a tua mãezinha de braços abertos para te receber. E sempre podes aproveitar "o raio da viagem de volta..." para ires matar saúdades. E quando regressares, porque continua a ser mais barato, lá terás sempre, uma viagem de volta.